Esqueça a faculdade de cinema! Aprenda com estes 50 filmes

3
» Assine nosso canal do Youtube e aprenda mais sobre cinema. 🎬 «

Sabemos que a maioria dos grandes diretores de cinema não frequentaram faculdade que os ensinassem a fazer filmes, o importante é ter referência, bagagem cultural e vontade de aprender. Logicamente não queremos acabar com o seu sonho de ir para a New York Film Academy, claro que não, mas não adianta entrar lá e não ter um bom referencial para acompanhar os professores e as aulas.

Quentin Tarantino trabalhava em uma locadora de filmes e assistia tudo o que via pela frente, Kurosawa era apaixonado por pintura, até começar a criar os seus primeiros storyboards, Mario Bava, o mestre do terror italiano, virou cineasta por conta própria filmando alguns curtas independentes. Enfim, a lista é gigante.

A faculdade de cinema ajuda? Claro que sim, você vai aprender muito lá dentro, mas com certeza, sem vontade e esforço próprio misturados com um grande repertório, ela é apenas um lugar para você conhecer pessoas com os mesmos interesses que você e elevar o seu ego comentando sobre filmes undergrounds com os colegas.

Se você sente interesse pela profissão, comece por essa lista, assista e absorva tudo o que puder destes grandes filmes clássicos e obrigatórios para qualquer aspirante a diretor de cinema.

Viagem à Lua (1902) | Georges Méliès

viagem-a-luaEste curta-metragem de Georges Melies mostra uma das visões fantasiosas que os homens possuíam da Lua nos primeiros anos do século XX. Uma expedição formada por corajosos homens vai para o satélite da Terra, onde encontra seres nada amistosos, são capturados e devem fugir para retornar ao nosso planeta.

J’accuse! (1919) | Abel Gance

J'accuse! (Abel Gance, 1919)A história de dois homens: um, o casado; o outro, o amante. Ambos se encontram nas trincheiras da Primeira Guerra para vivenciarem seus horrores.

O Gabinete do Dr. Caligari (1920) | Robert Wiene

O Gabinete do Dr CaligariNum pequeno vilarejo da fronteira holandesa, um misterioso hipnotizador, Dr. Caligari (Krauss), chega acompanhado do sonâmbulo Cesare (Veidit) que, supostamente, estaria adormecido por 23 anos. À noite, Cesare perambula pela cidade, concretizando as previsões funestas do seu mestre, o Dr. Caligari. Um dos filmes mais importantes de todos os tempos.

Nosferatu (1922) | F.W. Murnau

NosferatuNosferatu é uma espécie de adaptação não-autorizada do romance Drácula, de Bram Stoker. Todos os principais elementos e estrutura linear da história foram mantidos, mas aqui Drácula chama-se Orlok. O filme é possivelmente o principal representante do movimento cinematográfico conhecido como Expressionismo Alemão, e influencia inúmeros diretores até os dias atuais, com seu jogo de luz e sombra.

Coeur Fidèle (1923) | Jean Epstein

29112016-coeur-fideleMarie anseia liberdade de seu trabalho humilhante, sua família que a maltrata e seu prometido, um bêbado desempregado, para viver sua história de amor com Jean. Mas o andamento das coisas parece não querer deixar Marie ser feliz a seu modo.

A Roda (1923) | Abel Gance

29112016-a-rodaSisif, um trabalhador ferroviário, encontra uma menina em meio a destroços de um acidente de trem. Órfã, ela é adotada por Sisif que a leva para casa. Lá mora Elie, filho de Sisif que quer se tornar um grande fabricante de violino. Depois de alguns anos, Elie se apaixona pela garota, e entra em conflito quando fica sabendo que ela se casará com outro homem.

O Encouraçado Potemkin (1925) | Sergei M. Eisenstein

potemkinBaseado em eventos históricos, o filme conta a história de uma rebelião no Navio de Guerra Potemkin. O que começou como um protesto, gerou uma rebelião depois que foram servidas carnes estragadas aos marujos no jantar. Os marujos erguem a bandeira vermelha e tentam levar a revolução no navio até a sua terra natal, a cidade de Odessa.

A Greve (1925) | Sergei M. Eisenstein

29112016a-greveEm 1912, durante o governo do Czar, a greve dos operários de uma fábrica é brutalmente reprimida pela polícia. Propaganda do regime soviético ao denunciar as barbáries do governo anterior.

Metrópolis (1927) | Fritz Lang

MetropolisO futuro é distante e o mundo está sob o comando dos poderosos, que isolaram os mais pobres no subsolo como se fossem seus escravos, para que trabalhassem em prol dos mesmos. Comandados por Freder Fredersen (Gustav Fröhlich), os operários são obrigados a trabalharem sem parar para que a cidade não pare. Obra-prima de Fritz Lang, reconhecido como um dos filmes-mudos mais importantes já lançados no cinema, continuando atual ainda hoje.

O Martírio de Joana D’Arc (1928) | Carl Theodor Dreyer

29112016-o-martirio-de-joana-d-arcO filme, obra-prima do diretor Carl Theodor Dreyer, mostra os inúmeros sofrimentos pelos quais passou a mártir Joana d’Arc.

29112016-paginas

Se inscreva no nosso canal, clique aqui.

1 2 3 4 5
Compartilhe.

Sobre o Autor

Lucas Pilatti Miranda

Fundador e editor-chefe do Canto dos Clássicos, fascinado por música, cinema e uma boa cerveja. Frase preferida do cinema: "A vida passa rápido demais, se você não parar e olhar para ela de vez em quando, pode acabar perdendo." - Ferris Bueller's Day Off.

  • Aline Guedes da Fonseca

    Fiquei com vontade de ver vários filmes desta lista, alguém indica algum site onde é possível vê-los?

  • Thaleraz

    Não tem nenhum filme do Mizoguchi, Murnau, Minnelli, Fassbinder, Borzage, Chaplin, Visconti e John Ford (Ford dos anos 40 pra trás)? Muda essa lista pra 60 filmes, senão não dá pra dispensar a faculdade.

  • beto

    Aprender o que com Bava, Antonionni, Leone,Truffaut, Goddard, Cassavetes, Romero?

    Cade Chaplin,De Sica, Monicceli,Scola, Visconti,Ozu, Misogushi, Norue, Shindo,Lang, Nicholas Ray, Ford, entre outros?

    Lista parcialmente absurda.