Injustiça: Deuses entre Nós – Ano 1 (Resenha)

0

O que aconteceria se um herói se tornasse vilão? E se o Superman se tornasse um vilão?

20161102_injustica_deuses-entre-nos-1
A HQ E O JOGO.

A HQ Injustiça: Deuses entre Nós é baseada no jogo de videogame com o mesmo nome, produzido pela NetherRealm Studios e Warner Brothers Games.  A história em quadrinhos é divida em anos, cada um lançado em um encadernado com capa dura. O primeiro conta tudo o que aconteceu antes do Game.

A história começa, no jogo e nos quadrinhos, com o Coringa destruindo a cidade de Metropolis. Entre as vítimas, estão a esposa e o filho do Homem de Aço.

Calma, não é nenhum spoiler. É apenas o início de tudo. 

O QUADRINHO

O roteiro é de Tom Taylor e conta com uma grande equipe de desenhistas. A HQ não é apenas para quem jogou o game ou para fãs de quadrinhos, com uma história que acontece fora da cronologia normal da DC.

Como assim? Ela não acontece ao mesmo tempo que os outros títulos da editora, isso significa que o roteirista e os desenhistas podem fazer o que bem entenderem.

Pouco antes do Palhaço do Crime destruir Metropolis, Jimmy Olsen foi assassinado, Lois Lane (que está grávida) é raptada e, como se não bastasse, o Homem de Aço inala o gás do medo do Espantalho. Não vou contar como, mas todos esses eventos levam a morte de Lois. De uma só vez, o Kryptoniano perde a esposa, filho e sua cidade. Então, fica fora de controle e mata o Coringa.

É assim que o mais poderoso herói da DC começa uma política de tolerância zero contra a violência. Superman e outros heróis da Liga da Justiça fazem patrulhas em todo o planeta, indo atrás de todos os tiranos que matam inocentes, inclusive pessoas de seu próprio governo.

Mas nem todos os heróis apoiam o novo modus operandi da LJA. Mulher Gato, Caçadora, Arqueiro Verde, Canário Negro, Capitão Átomo e Raio Negro, liderados por Batman, formam uma resistência contra a nova autoridade mundial da Liga.

Injustiça é muito bem detalhada e explorada, com uma leitura viciante que não deixa você parar de ler. Aos poucos, descobrimos a razão e os ideias que motivam a mudança de personalidade do Superman, que começa os seus primeiros passos de líder autoritário.

No meio dos capítulos, existem várias histórias complementares. Essas narrativas são bem legais e adicionam grande carga emocional à trama, mas acabam quebrando o ritmo e o tom da narrativa.

Apesar do bom roteiro, achei que o grande número de desenhistas acabou sendo um problema. Pode ser que você goste, mas a mudança constante de traços me incomodou – já que o mesmo personagem nunca é o mesmo nos desenhos de outro artista.

EDIÇÕES À VENDA

O quadrinho foi lançado pela editora Panini duas vezes. Na primeira, foram duas edições com capa cartão (que você só vai encontrar em sebos) e, nesse ano, a segunda edição foi lançada em capa dura, com 424 páginas. Essa versão de Injustiça: Deuses entre Nós está disponível em lojas especializadas e virtuais.

O terceiro episódio sobre a História do Cinema já está disponível.

Se inscreva no canal, clique aqui.

7.6 Ótimo

A HQ conta os fatos que ocorreram antes do jogo que leva o mesmo nome. Com sua esposa morta e Metropolis destruída, Superman deixa de proteger o mundo e começa a governá-lo. Resta ao Cavaleiro das Trevas reunir uma equipe para tentar deter o Homem de Aço.

  • Arte 6.5
  • Enredo 8
  • Feeling 7.5
  • Personagens 8.5
Compartilhe.

Sobre o Autor

Vitor Manzochi

Entrou na vida de leitura há pouco tempo, mas hoje sua dieta cultural é baseada em quadrinhos, tirinhas, livros, séries, filmes e games. Nas horas vagas, tenta ser um cozinheiro.