10 filmes essenciais do surrealismo

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Se você está aqui, provavelmente já assistiu ao nosso vídeo sobre o surrealismo como movimento na história do cinema ou leu o nosso texto especial sobre o assunto. Caso ainda não tenha visto nenhum, recomendo que confira antes de ver a lista a seguir com ótimos exemplos dessa onda vanguardista de filmes que marcaram a sétima arte.

Leia mais: Surrealismo no Cinema

Assista ao nosso vídeo: SURREALISMO | A HISTÓRIA DO CINEMA – EP. 06 

Tendo dito isso, vamos a lista:

Entreato (1924) | René Clair

Antes do surrealismo, houve o dadaísmo, outra arte de vanguarda. Este é um exemplo de filme dadaísta, mas que simboliza – mesmo que de uma forma primária – a entrada do surrealismo no cinema. Uma mistura de cenas desconexas e confusas formam essa obra.

A Concha e o Clérigo (1928) | Germaine Dulac

Germaine Dulac esforçou-se para procurar na ação do roteiro de Antonin Artaud os pontos harmônicos, ligando-os entre si por ritmos estudados e compostos. Existem duas séries de ritmo. O ritmo da imagem e o ritmo das imagens, ou seja, um gesto deve ter um comprimento correspondente ao valor harmônico da expressão e depender do ritmo que precede ou prossegue: ritmo na imagem. Em seguida ritmo das imagens : montagem da várias harmonias.

A Estrela do Mar (1928) | Man Ray

A relação amorosa de um casal une tematicamente o filme, composto por imagens ligadas por associações eróticas: chaminés, o vento, um trem em alta velocidade, a dança da paisagem, os tentáculos de uma estrela do mar.

Um Cão Andaluz (1929) | Luis Buñuel

Com roteiro co-escrito por Salvador Dalí, Luis Buñuel estreou como diretor neste curta-metragem, o marco inicial do surrealismo no cinema. Com clara influência da psicanálise, Buñuel e Dalí exploram o inconsciente humano, numa seqüência de cenas oníricas, incluindo o célebre momento em que um homem, interpretado pelo próprio diretor, corta, com uma navalha, o olho de uma mulher.

A Idade do Ouro (1930) | Luis Buñuel

Primeiro longa-metragem do diretor Luis Buñuel, essa obra surrealista tenta passar o desconforto e o espanto com imagens cruas de morte, espancamento, fetichismo e, no final, um epílogo com um conto do Marquês de Sade.

Sangue de Um Poeta (1932) | Jean Cocteau

Um artista sem nome é transportado através de um espelho para outra dimensão, onde ele viaja através de diversos cenários bizarros. História contada em quatro episódios.


Acima vocês conferiram 6 filmes que moldaram o movimento surrealista dentro do cinema, abaixo, 4 filmes que possuem muitos traços dessa arte de vanguarda mas que já não fizeram parte propriamente desse movimento.

O Anjo Exterminador (1962) | Luis Buñuel

Depois de uma festa, os convidados simplesmente não conseguem deixar o local, sem que haja uma explicação racional para isso. Conforme o tempo passa, as máscaras dos antes bem relacionados começam a cair e revelar suas verdadeiras e mais profundas facetas.

A Montanha Sagrada (1973) | Alejandro Jodorowsky

Ladrão (Horacio Salinas), figura similar a Jesus, perambula por estranhos cenários repletos de símbolos religiosos e pagãos. Um guia espiritual (Alejandro Jodorowsky) o apresenta a sete pessoas, cada uma representante de um planeta do sistema solar. O grupo segue para a Montanha Sagrada. A ideia é ocupar o lugar dos deuses imortais que lá vivem e dominam o mundo.

Videodrome (1983) | David Cronenberg

O dono de uma pequena emissora de TV (James Woods) resolve ir atrás de uma atração mais subversiva para atrair audiência, quando conhece uma nova filosofia de programa: o Videodrome, cujos criadores possuem idéias bizarras e não-usuais para seu público.

Cidade dos Sonhos (2001) | David Lynch

Nas avenidas de Los Angeles, verdade é mentira com ilusão. Em torno da indústria do cinema, personagens vivem suas fantasias surrealistas, desejos e esperanças frustradas, como a ingênua Betty (Naomi Watts), que chega do Canadá para se tornar atriz. Ela cruza com Rita (Laura Harring), que acaba de sofrer um acidente e sequer se lembra do seu próprio nome. Betty tenta ajudá-la a descobrir quem é. Em outra parte de Los Angeles, o diretor de cinema Adam Kesher está sendo convencido por dois estranhos irmãos, com pinta de mafiosos, a contratar uma atriz específica para seu filme.

Adicionaria algum filme na lista? Comente.

Curta a nossa página do Facebook.
Siga nosso Instagram.
Se Inscreva no nosso canal do Youtube.

Conheça nosso canal no Youtube


Espalhe Cultura:

About Author

Lucas Pilatti Miranda

Criador do Canto dos Clássicos, fascinado por música, cinema e uma boa cerveja. "A vida passa rápido demais, se você não parar e olhar para ela de vez em quando, pode acabar perdendo." - Ferris Bueller's Day Off.

2 Comentários

Deixe um comentário