A Cinematografia de Roger Deakins

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Nós, meros admiradores da sétima arte, geralmente nos empolgamos muito quando descobrimos que o novo 007 vai ser assinado por tal diretor que achamos demasiadamente foda. Ou até que o próximo filme dos irmãos Coen tem tal ator igualmente sensacional. Mas o que às vezes esquecemos é a pessoa responsável pelo sentimento catártico que temos quando assistimos um desses filmes (e muitas vezes não fazemos ideia de que é por isso que nos sentimos assim) e ela se chama DIRETOR DE FOTOGRAFIA. E este, no caso dos dois exemplos que citei acima, tem até nome e sobrenome. Gostaria de apresentar ou talvez relembrar este ser maravilhoso chamado Roger Deakins.

roger deakinsRoger Deakins é um diretor de fotografia britânico. Mas ele não é só um diretor de fotografia, ele é o rei da fotografia para cinema. Para terem noção, ele assina a maioria das fotografias dos filmes dos irmãos Coen e do diretor britânico Sam Mendes, que por sinal, dirigiu o último 007 – Skyfall. Já trabalhou com o Scorcese e teve 11 indicações ao Oscar de melhor fotografia e inúmeros prêmios pela Associação de Cinematógrafos de Hollywood. Convido-os a reassistir ou assistir pela primeira vez filmes como: Onde os Fracos Não Tem Vez, O Leitor, Fargo, Um Sonho de Liberdade, etc… e reparar unicamente na fotografia desses filmes.

filmes dawkin
Este exímio ser consegue construir a identidade dos personagens a partir dos enquadramentos e da iluminação que ele compõe a cena. Você acha que o Javier Bardem como o psicopata Anton Chigurh de Onde os Fracos Não Tem Vez teria toda aquela aura de loucura e falta de piedade se não fosse o fato de muitas vezes estar enquadrado em portas ou paredes que faziam com que ele parecesse maior e nos desse uma sensação de sufocamento ao vê-lo? É tudo trabalho do Sir Deakins.

javierOs roteiros e a direção dos irmãos Coen são realmente bons, não posso discutir, mas sempre acredito que as mãos do fotografo fazem toda a diferença. Não é a toa que nosso querido amigo Woody Allen coloca até a decupagem de planos nas mãos do seu diretor de fotografia e usa todo seu dom como diretor apenas para a parte de direção de atores.

irmãos coen

Roger Deakins, acredito, é o responsável por filmes não tão sensacionalmente bons como O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford (êta nome de filme) serem fantásticos de assistir. O modo como o final do filme é apresentado, revelações acontecem e um final trágico, tudo é construído miletricamente por Roger para que no começo vejamos apenas espaços amplos e abertos, wide shots (algo que ele é mestre), até que as pessoas estejam entre paredes brancas apertadas no desfecho do filme, quando é eminente o que vai acontecer. E sua fotografia já diz isso antes mesmo das imagens estarem na tela.

o assassinato de jesse james

Segue um vídeo realmente bom que apresenta um pouco da cinematografia de Roger Deakins para que possamos perceber as suas mais fascinantes composições de quadros. Ah, e para quem quer conferir um trabalho dele na telona, pode ir assistir “O Invencível”, dirigido pela Angelina Jolie, ele assina a fotografia e está concorrendo nessa categoria no Oscar desse ano. Espero que fiquem tão extasiados como eu fico com cada frame filmado por este gênio.

Conheça nosso canal no Youtube


Espalhe Cultura:

About Author

Patrícia Jaculli

Patrícia Jaculli, futura cineasta formada, ama animações, sagas, cinema europeu e luta pela defesa dos pandas gigantes. A ruivice não nega, é uma Weasley. Quer levar mensagens positivas e inspiradoras através do audiovisual.

Deixe um comentário