20 filmes imperdíveis do terror italiano que você precisa conhecer

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
» Assine nosso canal do Youtube e aprenda mais sobre cinema.«

Para completar o vídeo que gravamos para o Youtube “O Terror Italiano no Cinema”, onde eu falei um pouco sobre o gênero e instiguei vocês a se aprofundarem no assunto, resolvi trazer aqui para o site uma lista de 20 obras imprescindíveis para quem se interessou. Se você ainda não conferiu o vídeo, veja antes de ler a lista, vai ficar bem melhor depois.

A Maldição do Demônio (1960) | Mario Bava

Asa, uma bruxa vingativa e seu servo Igor Javutich, são queimados na fogueira após serem amaldiçoadas por toda a eternidade. Duzentos anos depois, retornam de suas tumbas, após os dois médicos interromperem seu sono eterno, espalhando terror e sangue, começando uma perseguição à sua descendente, com o objetivo de possuí-la e renascer Asa com todo seu poder.

As Três Máscaras do Terror (1963) | Mario Bava

Coletânea de três contos de terror do mestre italiano Mario Bava, baseados em histórias de F.G. Snyder, Aleksei Tolstoy e Ivan Chekhov. Na primeira, mulher é aterrorizada em seu apartamento por telefonemas misteriosos. O segundo conto traz a história de uma família de semi-vampiros da Rússia do século XVIII. Na terceira, o fantasma de uma condessa volta para buscar o anel roubado durante a preparação de seu funeral.

O Ciclo do Pavor (1966) | Mario Bava

No século XIX, médico é chamado a um pequeno vilarejo para fazer autópsia em mulher que morreu sob estranhas circunstâncias. Instigado pelo mistério da morte e pela suspeita de ter sido provocada por um ritual, começa a investigar o caso por conta própria e se depara com uma inimaginável maldição.

Não se Deve Profanar o Sono dos Mortos (1974) | Jorge Grau

Reanimados por radiação de máquina destinada ao combate de pragas agrícolas, cadáveres levantam de seu túmulo e atacam hospital.

Prelúdio Para Matar (1975) | Dario Argento

Pianista presencia o assassinato de uma paranormal e passa a investigar o crime. Primeira trilha sonora do grupo Goblin, que se tornaria freqüente parceiro do diretor.

A paginação para os próximos filmes está logo abaixo. ⬇



1 2 3 4
Espalhe Cultura:

About Author

Lucas Pilatti Miranda

Fundador e editor-chefe do Canto dos Clássicos, fascinado por música, cinema e uma boa cerveja. Frase preferida do cinema: "A vida passa rápido demais, se você não parar e olhar para ela de vez em quando, pode acabar perdendo." - Ferris Bueller's Day Off.